A notícia foi publicada, mas pareceu, infelizmente, um corriqueiro caso de pedofilia. Em alguns lugares, o acusado apareceu como motorista ou instrutor de escola em local desconhecido, mas na verdade, Leonardo Ribeiro Fernandes, de 33 anos, é educador-auxiliar voluntário, no Cais Professor Milton Teixeira, dentro do Programa Escola Total, da Prefeitura Municipal de Santos. É isso mesmo. Um acusado de pedofilia trabalhava dentro do projeto da Prefeitura que atende mais de 3 mil crianças por semana.

Ele atuava lá desde fevereiro deste ano, após ter se habilitado em processo seletivo da Secretaria de Educação. A Prefeitura garante que não havia qualquer ocorrência envolvendo sua atuação.

Leonardo foi preso na quinta-feira passada, na Ponta da Praia, depois que o pai de um adolescente de 13 descobriu um encontro entre o rapaz e o monitor.

O que causa estranheza é que a Prefeitura de Santos, simplesmente, comprou a versão da imprensa e não se deu ao trabalho de informar publicamente que o acusado convivia diariamente mais 12 mil crianças por mês e que possam existir outros casos semelhantes ao que acarretou a prisão do monitor. Como estarão os pais das crianças que frequentam o Cais Milton Teixeira?

Ao Blog Santos em Off, a Secretaria de Educação informou que Leonardo Fernandes será afastado imediatamente da função que exerce como forma preventiva, a fim de proteger e preservar os alunos.

Escola Total

O Programa Escola Total surgiu em 2006, com o desafio de implementar a Educação Integral no município de Santos. A Educação Integral tem sido um ideal presente na legislação educacional brasileira e nas propostas voltadas à educação em nosso município. A ampliação do tempo na escola não garante por si só a integralidade do desenvolvimento do aluno. Faz-se necessário promover a sua essência e construir uma educação que emancipe e forme o indivíduo em uma perspectiva humana global que considere suas necessidades educativas e sociais.

A educação integral prevê uma nova organização curricular que compreenda as necessidades da comunidade escolar, propicie a participação comunitária, valorize as características do entorno em uma gestão democrática e emancipatória.

A qualidade do atendimento às crianças e aos jovens no Programa Escola Total é garantida pela diversidade de vivências que tornam a experiência inovadora e sustentável, por meio de atividades e oficinas lúdico-pedagógicas nas áreas de esportes, arte e cultura, minimizando sua exposição a riscos sociais e, consequentemente, melhorando seu rendimento escolar.

Cais

O Cais Milton Teixeira, localizado na Avenida Rangel Pestana, 150, ao lado do Arena Santos, no bairro Vila Mathias, é um polo de formação que tem se destacado na qualificação de pessoas da cidade e revelado a vocação para a arte em muita gente. O complexo abriga os cursos do Núcleo de Formação do projeto Fábrica Cultural, com alunos das escolas de Música, Artes Visuais e Artes Cênicas (teatro e dança).

Com área de 4.230 m² e mais 5 mil m² de espaços externos, o equipamento, que recebe mais de 3 mil alunos por semana, é composto por três edificações. O bloco A tem 12 salas de multiuso, refeitório, cozinha, despensa, área de convivência e banheiros. O B abriga o setor administrativo, no térreo, e um auditório, no piso superior. O bloco C é formado por três salas de música e duas de dança, tablado para atividades diversas, galeria e sala de desenhos, setores administrativos, copa e banheiros.

O espaço, integrado ao ginásio Arena Santos e a salas de aula, em prédio anexo, do Programa Escola Total/Jornada Ampliada, possibilita o intercâmbio entre as secretarias de Cultura, Educação e Esportes. A conferir